sábado, 28 de abril de 2012

DOIS



- Vovô...
- O que é, Liz?
- Você é maluco?
- Eu?
- É que eu ouvi as duas conversando...
- As duas?
- Eu estava na sala brincando e a mamãe e a vovó estavam conversando na cozinha...
- Você anda ouvindo as conversas dos outros, Liz?
- E num pode?
- Podê num pode não, mas é legal né?
- Aí a mamãe disse que tá preocupada com as histórias malucas que você conta prá mim.
- Histórias?
- É, e aí ela perguntou prá vovó se isso podia ser ruim prá mim.
- E a vovó falou o que?
- Um monte que eu não entendi nada.
- De qual história a mamãe falou?
- A do balão.
- É que ela não viaja mais comigo...
- Mamãe já viajou com você num balão, vovô?!!!
- Muitas vezes, quando ela era pequena que nem você.
- Você me leva?
- Onde?
- Para passear em um balão, ora.
- Claro.
- Mesmo?!!! Que dia?!!!
- Quinta-feira.
- Falta muito?
- Passa rapidinho.
- Mas onde está o balão?
- Lá em cima na laje da sauna do sítio. Você já viu uma janelinha da casa que fica em frente ao pé de lichia?
- Sei.
- Pois é, ele fica guardado lá.
- Eu posso levar o papai e a mamãe?
- Claro.
- A vovó vai?
- Se você quiser que ela vá...
- Ela é demorona, né?
- Você acha?
- Vai querer passar uns batonzinhos na hora que o balão tiver saindo... KKKKKK...
- A gente fala com ela que nós vamos sair uma hora mais cedo.
- Mamãe falou que a gente num pode mentir.
- Mas não é mentira. É que o relógio da vovó anda sempre atrasado uma hora.
- Então tá. Eu posso levar todo mundo?
- Quem você quiser, eu já disse.
- Zuca... Laka...
- Pode.
- Matilde... Claudionor...
- Pode.
- Eu vou de mochila.
- Tá bom.
- Com meu tênis de luzinhas...
- Ótimo.
- A gente vai ver estrela?
- Só se anoitecer.
- Então eu vou levar casaco.
- Isso a vovó leva prá você.
- E repelente prá mosquito?
- Vovó leva.
- E creminho para o rosto?
- Vovó leva também.
- Deve ser por isso que ela atrasa sempre, né vovô?
- Pode ser.
- Eu vou pegar um monte de estrelas e trazer na minha mochila para eu por no meu quarto.
- E o que mais?
- Lá na lua tem umas pedrinhas que brilham, sabe vovô?
- Num tinha visto.
- Pois é, umas pedrinhas que brilham que eu vou trazer para por lá na minha casinha do sítio.
- E o que mais?
- Um buraco.
- Um buraco?!!!
- É... Pro Claudionor.
- Onde você vai colocar o buraco?
- Lá atrás da casa do sítio onde ele gosta sempre de ficar...
- Liz?
- O que foi, vovô?
- Você é maluca?
- Eu?
- É que eu ouvi as duas conversando...
- Duas?
- Eu estava na sala assistindo futebol na televisão e ouvi a sua mãe e sua avó conversando na cozinha...
- Você anda ouvindo as conversas dos outros, vovô?
- E num pode?
- Podê num pode, mas é legal né?

Até breve.

NOTA: Na vida real vivem no sítio a Zuca e a Laka, duas cadelas e Matilde uma tartaruga e Claudionor, um jabuti.

5 comentários:

  1. Essa neta vai ser muito paparicada hein?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não só papairicada como vovôricada, e muito.

      Excluir
  2. Lozinho, cada vez que voce viaja sinto que voce melhor se encontra. Encontra consigo e com o outro e desse encontro saem pérolas de dentro de ti. O melhor de tudo é a possibilidade que você nos dá de viajar contigo sem ter que pagar passagem.

    ResponderExcluir
  3. Lindo...
    "Com meu tênis de luzinhas" foi demais!

    ResponderExcluir